Escrever Bem

   
Pautas INCorporativa
FB   SetaRANKING SetaSala de imprensa SetaBusque Assessorias
 
 
Release
Bookmark and Share      

16/08/2017 - 12:41 - #Mac Comunicação e Marketing
Habitantes de diversas importantes cidades da Europa estão contra o turismo
Habitantes de diversas importantes cidades da Europa estão contra o turismo - #MAC COMUNICAÇÃO E MARKETING


Veneza, uma das cidades mais visitadas da Itália tem cerca de 55 mil residentes e recebe de 70 a 90 mil visitantes por dia. Moradores têm protestado contra o excesso de turistas, principalmente aqueles que não demonstram educação e sujam a cida ...

Siga as #pautas no Facebook e Twitter         www.pautas.incorporativa.com.br

Veneza, uma das cidades mais visitadas da Itália tem cerca de 55 mil residentes e recebe de 70 a 90 mil visitantes por dia. Moradores têm protestado contra o excesso de turistas, principalmente aqueles que não demonstram educação e sujam a cidade.
Veneza e Barcelona são dois símbolos da revolta dos seus residentes. Dubrovnik, cidade medieval mais visitada da Croácia pode, inclusive, perder seu título de patrimônio da UNESCO se não controlar a entrada de turistas.

Em 2016, os 28 países da União Européia receberam cerca de 500 milhões de turistas, 40% do total mundial, um aumento de quatro pontos percentuais em relação ao ano anterior e o sétimo ano consecutivo de crescimento sustentado. No que diz respeito a 2017, nos primeiros quatro meses, 125 milhões de pessoas passaram por estes países, 8 milhões a mais que no mesmo período de 2016. Estes números podem fazer sorrir os governos europeus devido ao impulso econômico, mas estão deixando furiosos os moradores de muitas cidades do Velho Mundo, que se queixam do fluxo de turistas que torna a vida diária intolerável.

Com cerca de 7 milhões de turistas anuais, Roma, por exemplo, considera limitar o número de visitantes em determinadas zonas da cidade, como a Fonte de Trevi.

No início de julho em Veneza, cerca de dois mil residentes desfilaram pelas ruas em protesto contra o descontrole turístico, usando slogans que exigem uma cidade com habitação, serviços e oportunidades para os moradores.

Na Espanha estes protestos têm soado mais alto e de forma mais ameaçadora. Nas paredes de prédios de Barcelona - que recebe cerca de 8 milhões de visitantes por ano - podem ser vistos graffitis ameaçadores aos turistas. O mesmo acontece em Palma de Maiorca onde ativistas jogam bombas em restaurantes cheios de turistas.

Em Bilbao, a sede da Agência Basca do Turismo foi vandalizada com tinta vermelha. O primeiro-ministro Mariano Rajoy lembrou que o turismo é uma fonte de receitas e emprego - representa 11% do PIB espanhol e dá emprego a 2,5 milhões de pessoas. Mas, os habitantes querem sossego.

Portugal espera um recorde de 27 milhões de turistas este ano, a Grécia tem estimativa para 28 milhões, mas em nenhum destes países existem sinais de protestos. No entanto, têm sido tomadas medidas para controlar o fluxo de visitantes.

E no Brasil, o que acontece? Estamos estagnados em 6 milhões de visitantes estrangeiros há anos. Em 2016 foram 6,5 milhões devido aos eventos da copa do mundo, olimpíada e paralimpíada. Órgãos governamentais calculam, com otimismo, que em 2020 teremos 8 milhões de turistas. O mesmo número de visitantes em Barcelona, que é só uma das inúmeras cidades turísticas da Espanha. Portugal, país de dimensão infinitamente menor que o Brasil espera 27 milhões de visitantes neste ano. Um dos problemas é que o Brasil aplica somente 18 milhões de dólares por ano na propaganda turística (se não houver cortes) enquanto o México investe U$490 milhões, a Colômbia - U$ 100 milhões, Equador - U$ 90 milhões, Argentina - U$ 60 milhões (dados de 2015).

O problema maior é que o turismo passa por infra estrutura específica, saúde, serviços, internet, guias, segurança etc. E aí, perdemos de goleada.
Data de inclusão: 16/08/2017
Fone: (11) 5521-3483
Contato: Raul Machado
Empresa: #Mac Comunicação e Marketing
Entrar em contato: Entrar em contato
Grupo editorial: [Cidades][Comportamento][Turismo ]
Este Release foi visto 449 vezes

Assessoria de Imprensa
LOGIN -  Inserir Release
Cadastrar Assessoria
Receber Clipping

 

saibamais

 

Clipping para Editores
Cadastrar Midia
Alterar cadastro de Midia
egoi
 
Alguns veículos cadastrados no clipping:
midias
 
 
 
 
 
 
  editora  

INCorporativa Comunicação

Publique seu livro - Saiba mais
   
       
       
       
 
       
 
Institucional
Quem Somos
Política Privacidade
Como funciona
 
Nas Redes Sociais  
Facebook Twitter
Linkedin ME Adiciona
 
Todo o conteúdo divulgado decorre de informações advindas das fontes mencionadas, sendo, portanto, de responsabilidade exclusiva da fonte ou do autor, não cabendo à INC Comunicação, à Revista ou Pautas INCorporativa responsabilidade por citações, teor, exatidão ou veracidade do conteúdo, produto ou serviço divulgado. Indicação de publicações são apenas para divulgação, não sendo avaliados por este veículo de comunicação.