Escrever Bem

   
Pautas INCorporativa
FB   SetaRANKING SetaSala de imprensa SetaBusque Assessorias
 
 
Release
Bookmark and Share      

07/11/2017 - 13:37 - #Mac Comunicação e Marketing
Comissão da Câmara aprova proposta de Estatuto do Turista
Comissão da Câmara aprova proposta de Estatuto do Turista - #MAC COMUNICAÇÃO E MARKETING

A Agência Câmara Notícias acaba de divulgar que a Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara dos Deputados aprovou proposta que institui o Estatuto do Turista.

A medida está prevista no Projeto de Lei 7151/17, cujo texto ...

Siga as #pautas no Facebook e Twitter         www.pautas.incorporativa.com.br
A Agência Câmara Notícias acaba de divulgar que a Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara dos Deputados aprovou proposta que institui o Estatuto do Turista.

A medida está prevista no Projeto de Lei 7151/17, cujo texto assegura aos turistas a utilização de todos os meios de comunicação disponíveis e ainda o fácil acesso a serviços administrativos, judiciários e de saúde locais durante suas viagens. Esse “blá-blá-blá” é típico de véspera de eleição. Criar um cenário imaginário talvez motive o eleitor.

Pode parar. Isso é brincadeira?

Dá a impressão de que os senhores deputados não saem da Câmara, não conhecem o que é a realidade do Brasil de hoje. Falar em disponibilizar todos os meios de comunicação disponíveis dá a impressão que temos telefones em todo o Brasil que funcionam, celulares com plena cobertura. Quanto ao fácil acesso a serviços administrativos, basta citar que as secretarias de turismo, em quase todos os municípios, fecham nos fins de semana e feriados. Disponibilizar os serviços de saúde locais para o turista é pior ainda. Nem o brasileiro tem essa benesse. Marcar uma consulta na rede pública para 6 ou 8 meses adiante é o normal, conseguir um atendimento médico de emergência, quando há médico, é outra penúria.

O objetivo do Projeto é regular os direitos dos turistas nacionais e estrangeiros durante o período de visitação ao País, com medidas de proteção da vida, da liberdade, da igualdade, da segurança e da propriedade, sem distinção de origem, raça, sexo, cor, idade, língua ou religião. O Ministério do Turismo implementará o Serviço de Proteção ao Turista, que ficará encarregado de registrar reclamações de violência contra o turista e de notificar o agressor, entre outros pontos.

Tudo isso parece muito bonito no país das maravilhas. Falar que o Ministério do Turismo implementará o Serviço de Proteção ao Turista diz respeito ao futuro. Talvez remoto. Mas, o que já aconteceu com turistas no país já entrou para a história. Todo o tipo de violência: assassinatos, estupros, arrastões, assaltos a ônibus de turistas, furtos e assaltos de todos os tipos registram a realidade.

O que perturba é que qualquer PL precisa definir a origem do dinheiro para a sua implementação. O orçamento da União, que será definido para 2018, tem alguma previsão de aumento da verba destinada ao Turismo?

Sem dinheiro para investir, o Ministério do Turismo, poderá, no máximo, registrar reclamações de violência contra o turista e notificar o agressor. Agora, decidiu fiscalizar as agências de turismo do Rio que levam turistas para tour pelas “comunidades”. Nos morros há muita coisa interessante para ver, como por exemplo, as ações sociais com crianças, arte, esporte, música etc. Mas, quem é responsável prevê o alto risco dessa operação.

O Projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado ainda pelas comissões de Turismo e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Confira a proposta na íntegra no link do conteúdo original: http://bit.ly/2j5G0z6

Data de inclusão: 07/11/2017
Fone: (11) 5521-3483
Contato: Raul Machado
Empresa: #Mac Comunicação e Marketing
Entrar em contato: Entrar em contato
Grupo editorial: [Política][Redes Sociais][Turismo ]
Este Release foi visto 324 vezes

Assessoria de Imprensa
LOGIN -  Inserir Release
Cadastrar Assessoria
Receber Clipping

 

saibamais

 

Clipping para Editores
Cadastrar Midia
Alterar cadastro de Midia
egoi
 
Alguns veículos cadastrados no clipping:
midias
 
 
 
 
 
 
  editora  

INCorporativa Comunicação

Publique seu livro - Saiba mais
   
       
       
       
 
       
 
Institucional
Quem Somos
Política Privacidade
Como funciona
 
Nas Redes Sociais  
Facebook Twitter
Linkedin ME Adiciona
 
Todo o conteúdo divulgado decorre de informações advindas das fontes mencionadas, sendo, portanto, de responsabilidade exclusiva da fonte ou do autor, não cabendo à INC Comunicação, à Revista ou Pautas INCorporativa responsabilidade por citações, teor, exatidão ou veracidade do conteúdo, produto ou serviço divulgado. Indicação de publicações são apenas para divulgação, não sendo avaliados por este veículo de comunicação.