Escrever Bem

   
Pautas INCorporativa
FB   SetaRANKING SetaSala de imprensa SetaBusque Assessorias
 
 
Release
Bookmark and Share      

10/01/2018 - 09:50 - #Mac Comunicação e Marketing
O estranho caso da estátua “desaparecida” de Almeida Júnior
O estranho caso da estátua “desaparecida” de Almeida Júnior - #MAC COMUNICAÇÃO E MARKETING

O recente episódio, divulgado pela Prefeitura de Itu, sobre a escultura de um dos maiores vultos ituanos, retratando o pintor Almeida Júnior, obra do artista plástico Júlio Guerra, que, segundo as autoridades locais “se imaginava perdida há mais de 6 ...

Siga as #pautas no Facebook e Twitter         www.pautas.incorporativa.com.br
O recente episódio, divulgado pela Prefeitura de Itu, sobre a escultura de um dos maiores vultos ituanos, retratando o pintor Almeida Júnior, obra do artista plástico Júlio Guerra, que, segundo as autoridades locais “se imaginava perdida há mais de 60 anos”, chegou ao fim com a “descoberta” do seu paradeiro.

Quem atestou a autenticidade da estátua que estava exposta na Praça Almeida Júnior, no bairro Vila Nova, foi o engenheiro Manoel Gouveia, estudioso da vida e da carreira do escultor Júlio Guerra. Na verdade, a obra não estava “perdida”, mas foi “esquecida” pela falta de políticas públicas em relação ao patrimônio histórico que reflete bem sobre o que aconteceu com o patrimônio ituano por todo o século XX.

Sorte que a atual administração, com gente mais competente, decidiu investir na recuperação de um monumento destruído em 1952 pelo, então, prefeito, Felipe Nagib Chebel, que, segundo a história, derrubou o monumento a machadadas, por entender que a obra era muito moderna para uma cidade tradicional como Itu.

De acordo com o estudioso, a estátua de Almeida Júnior, originalmente, fazia parte de um monumento completo, erguido em homenagem ao pintor na Praça do Carmo (Independência). Era um grandioso conjunto, que incluía outras peças como um arco de quatro metros de
altura (tipo arco do triunfo) e algumas reproduções de quadros do artista ituano.

Júlio Guerra

De fato, Júlio Guerra, o autor da obra, era muito avançado para o seu tempo. Seu ateliê de trabalho ficava no bairro de Santo Amaro, na capital paulista e foi escolhido para a realização da obra por meio de um concurso público de maquetes promovido, em 1952, pelo Governo do Estado de São Paulo, que custeou sua realização em homenagem ao centenário de nascimento de Almeida Júnior.

Falecido no ano de 2001, o artista modernista começou a estudar na Escola de Belas Artes de São Paulo em 1930. É autor de diversos monumentos que viraram referência e polêmica em espaços públicos de São Paulo como a estátua do bandeirante Borba Gato e o Mural do Teatro Paulo Eiró, ambos em Santo Amaro, além da Mãe Preta, escultura em bronze que fica no Largo do Paissandu no centro de São Paulo

Recuperação da obra

No ano em que o IPHAN – Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - comemora 80 anos de vida, surge a possibilidade de se lançar uma campanha abrangendo também os órgãos do Governo do Estado para um estudo de recuperação da obra, tendo em vista que a recente catalogação da estátua no Mapa Cultural, graças ao trabalho da Secretaria Municipal de Cultura junto ao Ministério da Cultura, facilitou a localização da estátua, achado de extrema importância artística para Itu.

Alguns ituanos, sem querer desmerecer o trabalho e empenho do ilustre historiador, lembram que muita gente sabia da origem da estátua colocada na Praça Almeida Júnior, como remanescente do monumento original da Praça do Carmo.

Outros, discordam da localização do Monumento a Almeida Júnior, construído em pedra, concreto e figuras em bronze, que ficava no centro da praça do Carmo e não na lateral (perto das bancas) como foi informado pela Prefeitura.

Todos concordam e lamentam a destruição da obra original pela incúria, ignorância de valores históricos e artísticos e outros. Agora, com a reforma da Praça Independência, em andamento, já se poderia pensar num local reservado para a reconstrução do monumento após os estudos de viabilidade e apoio do Governo do Estado para devolver à comunidade um dos grandes orgulhos de Itu.
Data de inclusão: 10/01/2018
Fone: (11) 5521-3483
Contato: Raul Machado
Empresa: #Mac Comunicação e Marketing
Entrar em contato: Entrar em contato
Grupo editorial: [Arte-Cultura-Lazer][Redes Sociais][Turismo ]
Este Release foi visto 1089 vezes

Assessoria de Imprensa
LOGIN -  Inserir Release
Cadastrar Assessoria
Receber Clipping

 

saibamais

 

Clipping para Editores
Cadastrar Midia
Alterar cadastro de Midia
egoi
 
Alguns veículos cadastrados no clipping:
midias
 
 
 
 
 
 
  editora  

INCorporativa Comunicação

Publique seu livro - Saiba mais
   
       
       
       
 
       
 
Institucional
Quem Somos
Política Privacidade
Como funciona
 
Nas Redes Sociais  
Facebook Twitter
Linkedin ME Adiciona
 
Todo o conteúdo divulgado decorre de informações advindas das fontes mencionadas, sendo, portanto, de responsabilidade exclusiva da fonte ou do autor, não cabendo à INC Comunicação, à Revista ou Pautas INCorporativa responsabilidade por citações, teor, exatidão ou veracidade do conteúdo, produto ou serviço divulgado. Indicação de publicações são apenas para divulgação, não sendo avaliados por este veículo de comunicação.