Escrever Bem

   
Pautas INCorporativa
FB   SetaRANKING SetaSala de imprensa SetaBusque Assessorias
 
 
Release
Bookmark and Share      

14/03/2018 - 14:08 - DOC Press
Relator da nova Lei de Licitações participa de encontro em São Paulo
Relator da nova Lei de Licitações participa de encontro em São Paulo - DOC PRESS

O Relator da Comissão Especial que analisa a nova proposta da Lei de licitações, deputado federal João Arruda (MDB/PR), participa de encontro com empresários da construção. A audiência com o deputado será realizada na sede do Sinicesp, localizada na  ...

Siga as #pautas no Facebook e Twitter         www.pautas.incorporativa.com.br
O Relator da Comissão Especial que analisa a nova proposta da Lei de licitações, deputado federal João Arruda (MDB/PR), participa de encontro com empresários da construção. A audiência com o deputado será realizada na sede do Sinicesp, localizada na quinta-feira, dia 15/03, às 11 horas.
Ele vai receber sugestões do setor para o PLS 6814/17 sobre licitações e contratações elaboradas pela Associação Brasileira dos Sindicatos e Associações de Classe de Infraestrutura - Brasinfra. Segundo Luiz Albert Kamilos, presidente do Sinicesp - Sindicato da Indústria da Construção Pesada de São Paulo e vice-presidente da Brasinfra, providências iniciais como desapropriações e licenciamentos, muitas vezes alheias à ingerência das partes, comprometem os contratos das obras de infraestrutura desde o seu início.
Kamilos defende que é preciso incentivar a Administração Pública a planejar e estruturar projetos de modo a assegurar as suas viabilidades econômico-financeiras e ambientais. “As áreas devem ser previamente liberadas (ou desapropriadas) e as etapas da contratação vinculadas à emissão das licenças ambientais, sendo a Licença Prévia condição para licitação e a Licença de Instalação condição para emissão da ordem de serviço”, afirma o vice-presidente da Brasinfra.
Para ele, a nova Lei de Licitações deve corrigir distorções que hoje causam prejuízos aos cofres públicos além de promoverem atrasos na execução e entrega de obras. Kamilos cita como exemplo os sistemas de contratação que privilegiam demasiadamente o preço, incompatível com obras de estrutura complexa, sem a devida valorização da qualidade técnica das propostas, orientada por análise de custo-benefício.
O deputado João Arruda cita como importantes, entre outros pontos, a extinção da modalidade de pregão eletrônico para obras. O texto aprovado pelo Senado libera os pregões para obras e compras de até R$150 mil.
Arruda também é favorável à ideia de aprimorar a atual Lei de Licitações e Contratos (8.666/93), em relação ao seguro garantia (entre o poder público e a empresa que executa a obra), uma maior responsabilidade do gestor no cumprimento de prazos e o poder dos órgãos de fiscalização.


Encontro com relator da nova Lei de Licitações
Quando: quinta-feira, dia 15 de março, às 11h00
Onde: Sede do Sindicato da Indústria da Construção Pesada de SP
Endereço: Avenida Rebouças 3443, Pinheiros – São Paulo - SP
Data de inclusão: 14/03/2018
Fone: (11) 55338781
Contato: José Luchetti
Empresa: DOC Press
Entrar em contato: Entrar em contato
Grupo editorial: [Construção-Arquit.-Decoração-Design][Governo][Nacional]
Este Release foi visto 635 vezes

Assessoria de Imprensa
LOGIN -  Inserir Release
Cadastrar Assessoria
Receber Clipping

 

saibamais

 

Clipping para Editores
Cadastrar Midia
Alterar cadastro de Midia
egoi
 
Alguns veículos cadastrados no clipping:
midias
 
 
 
 
 
 
  editora  

INCorporativa Comunicação

Publique seu livro - Saiba mais
   
       
       
       
 
       
 
Institucional
Quem Somos
Política Privacidade
Como funciona
 
Nas Redes Sociais  
Facebook Twitter
Linkedin ME Adiciona
 
Todo o conteúdo divulgado decorre de informações advindas das fontes mencionadas, sendo, portanto, de responsabilidade exclusiva da fonte ou do autor, não cabendo à INC Comunicação, à Revista ou Pautas INCorporativa responsabilidade por citações, teor, exatidão ou veracidade do conteúdo, produto ou serviço divulgado. Indicação de publicações são apenas para divulgação, não sendo avaliados por este veículo de comunicação.