Escrever Bem

   
Pautas INCorporativa
FB   SetaRANKING SetaSala de imprensa SetaBusque Assessorias
 
 
Release
Bookmark and Share      

07/05/2018 - 11:24 - C4 Comunicação
PROTESTE discutiu “O Futuro do Consumo” em Seminário internacional
PROTESTE discutiu “O Futuro do Consumo” em Seminário internacional - C4 COMUNICAÇÃO

Seminário Internacional destacou mudança de comportamento dos brasileiros quanto aos hábitos de consumo ...

Siga as #pautas no Facebook e Twitter         www.pautas.incorporativa.com.br
A PROTESTE, Associação de Consumidores, realizou, no mês de março, na Casa Petra, em São Paulo, o Seminário intitulado “O Futuro do Consumo”, que recebeu mais de 650 convidados para tratar da mudança de comportamento no consumo e as tendências na nova economia que irão orientar uma nova relação entre marcas e clientes, influenciados, entre outros fatores, pela tecnologia.

Durante o evento, foram discutidos, com profissionais de relevância, e de forma propositiva, o futuro de temas como mobilidade urbana, embalagens, saúde suplementar, energia, riscos e oportunidades no setor financeiro, proteção de dados, indústria 4.0 e inteligência artificial, desjudicialização das relações de consumo, entre vários outros.

Patrocinado por empresas líderes em seus segmentos – Amil, Bradesco, Coca-Cola, Deloitte, Eletrobrás, Flytour, Mercado Livre, MDS Brasil, Qualicorp, Serasa Experian e Uber – o seminário contou também com a participação de representantes do poder público e organizações ligadas à defesa do consumidor, inclusive internacionais como a Euroconsumers.

“O seminário teve um caráter propositivo, onde aproximamos o diálogo entre empresas, governo e consumidores. Também elaboramos cenários para que possamos entender o que vem pela frente, apostando na troca de ideias em diversos momentos. Um deles foi a Carta Aberta aos Presidenciáveis, documento em que, a partir de insumos colhidos no Seminário, organizaremos as principais reivindicações e demandas dos consumidores brasileiros para endereçar aos candidatos às próximas eleições presidenciais”, disse Pedro Moreira, CEO da Proteste.

Breve resumo dos temas discutidos

Carta Aberta Consumerista:

Com a moderação da Vice-presidente do Conselho Diretor da Proteste, Maria Inês Dolci, parlamentares que entregam a Frente de Defesa do Consumidor e representantes do Legislativo Municipal, discutiram a urgência de regular temas de impacto no consumo com a participação efetiva dos consumidores.

A atividade, criada pela PROTESTE, foi dividida em dois painéis, um contando com a presença dos juristas Armando Luiz Rovai, Advogado; Helena Najjar Abdo, Advogada; José Cretella Neto, Advogado; e outro com os parlamentares Antônio Goulart, deputado; Caio Miranda Carneiro, vereador; Celso Russomano, deputado.

Os insumos colhidos nessa atividade serão alguns dos pressupostos a compor a carta para os candidatos à presidência da República em 2018.

Energia do Futuro:

Neste módulo, no formato Pitche de Aceleração, em parceria com a Eletrobras, foram apresentados três cases, em diferentes momentos, sobre geração de energia, veículos elétricos e novas formas de pagamentos.

Os casos foram analisados por consultores do mais alto nível técnico, das maiores consultorias internacionais, como a Roland Berger, Bain & Company, Deloitte, além de acadêmicos da USP, Virginia Parente, FGV, Annelise Vendramini, profissional da Proteste, Rafael Bomfim e o consultor do setor de energia e finanças, como o Marco Antônio Fujihara, da Aggrego.

Saúde Suplementar:

No formato Roda Viva, a diretora Executiva de Gestão Técnica de Produtos da Amil, Lais Perazo, respondeu à perguntas feitas por debatedores sobre o impacto da tecnologia na prestação de serviços médicos e nos novos modelos de negócio criados para tornar viáveis os planos de saúde suplementar.

Na composição da mesa de debatedores estiveram nomes como Ana Paula Grivet, Diretora de Recursos Humanos na Proteste; Felipe Fornaziere, responsável pelo Laboratório de inovação Eretz.bio Hospital Albert Einstein e Gustavo Gusso, Professor da USP.

Em um segundo momento, no formato Roda Viva Invertida, o Diretor de Crescimento e Inovação de Produto da Amil, Mario Saddy, continuou o debate respondendo algumas perguntas feitas pelo público, dando oportunidade para as pessoas expressarem suas opiniões e tirarem suas dúvidas quanto ao tema.

Futuro das cidades e da mobilidade:

Com a mediação da jornalista Isabela Leite, da GloboNews, o Uber organizou em parceria com a PROTESTE duas sessões de Talck Show para discutir quais são os futuros das cidades e da mobilidade.

A primeira sessão contou com grandes especialistas em futuros da cidade: Fábio Ney Damasceno, Secretário de Mobilidade do Governo do Distrito Federal, Jorge Abrahão, Coordenador Geral (Rede Nossa São Paulo), e o Publisher do Portal eCycle, Onofre de Araujo Neto.

Na segunda sessão, o CEO da Uber Brasil, Gui Telles, deu a sua visão sobre o futuro da mobilidade e os novos modelos de negócio. Além disso, com o objetivo de ressaltar a contribuição do modelo de compartilhamento de veículos para a mobilidade de grandes centros urbanos, compartilhou dados relevantes como os 95% dos veículos registrados em São Paulo que passam boa parte do tempo estacionados em garagens.

Empoderamento do consumidor:

Está edição do Fórum PROTESTE, moderada pela Cristiane Cepeda, Diretora do Serviço de Relacionamento ao Consumidor da PROTESTE, contou com a participação de importantes profissionais que contribuíram para um debate produtivo e enriquecedor.

Jean Benevides, Ouvidor da Caixa; Ana Carolina Caram, Diretora do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor do Ministério da Justiça; Juliana Pereira, Diretora-executiva de clientes da Qualicorp; Marco Antônio Araújo Junior, Presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da OAB-SP e Ricardo Lagreca, Diretor Jurídico do Mercado Livre, apresentaram soluções baseadas na tecnologia para evitar a judicialização nas relações de consumo.

O debate levou em conta ideias propostas pelo Governo, empresas privadas e órgãos de defesa do consumidor de como acelerar as tendências que favoreçam todas as partes.

Futuro da Embalagem:

Este módulo foi comporto por duas sessões construídas em parceria com a Coca-Cola. A primeira sessão contou com a mediação de Luciana Pellegrino, Diretora Executiva da ABRE (Associação Brasileira de Embalagens), e explorou cenários sobre o futuro da embalagem. A segunda sessão, moderada por Peter Kronstrom, Diretor do Instituto de Estudos Futuros da Dinamarca, dedicou-se a debater o futuro do consumo consciente e a transparência na cadeia de valor.

Participaram como debatedores: André Carvalhal, Diretor Criativo da Ahlma; Ricardo Young, Presidente do Conselho Deliberativo do Instituto Ethos; Thais Vojvodic, Gerente de Sustentabilidade da Coca-Cola Brasil; Graciela Ortiz, Gerente de Mercado - Bens de Consumo na 3M; Claudio Marcondes, Coordenador do Núcleo de Materiais do Instituto de Embalagens e Leonardo Massarelli CCO do escritório de design e inovação Questto | Nó.

O Cool, o fofo e o artístico:

Discussão sobre novos drivers de consumo, novas tendências representadas pelo coolness fator, pelo fofo e pelo uso da arte para agregar valor a produtos e mercados. No debate, estiveram presentes Carol Sanches, Escritora e Redatora Publicitária; Dário Caldas, Fundador do Observatório de Sinais e Hildebrando Neto, Diretor de Publicidade na FSB Comunicação. Cesar “Zare” Ferragi, Professor da Universidade Federal de São Carlos, foi o moderador do bloco.

Blockchains e criptomoedas:

Neste ping-pong-ping organizado pela PROTESTE, um dos temas mais atuais do consumo foi discutido: Blockchain e Criptomoedas. Estiveram presentes Antonio Amorim, Country Executive for Brasil do Blockchain Research Institute; Luis Calado, Economista – Chefe, Mercado Bitcoin; Luis Antônio Semeghini de Souza, Advogado; Mardilson de Queiroz, Consultor do Departamento de Regulação do Sistema Financeiro - DENOR – Banco Central.

Os especialistas debateram sobre a necessidade regulamentar, ou não, as criptomoedas e a possibilidade, ou não, de blindar um mercado, em relação a elas, uma vez que as transações são totalmente digitais, registradas em um protocolo da rede e que, portanto, não reconhecem fronteiras nacionais.

Lei Geral de Proteção de Dados:

No espaço PROTESTE, Flávia Lefèvre, Conselheira da PROTESTE e do Comitê Gestor da Internet (CGI), mediou o debate que discutiu a importância e urgência de uma lei geral e princinpiológica de proteção de dados no Brasil.

Participaram como debatedoras: Juliana Pereira, Diretora Executiva da Qualicorp, e Juliana Abrusio, Advogada atuante em Direito Digital e Proteção de Dados e Sócia do escritório Opice Blum.

Indústria 4.0:

No Espaço PROTESTE, Ronaldo Fragoso, sócio-líder da Deloitte, apresentou um estudo inédito sobre a Indústria 4.0 (conciliação de ecossistemas humanos e digitais) feito com 1600 executivos de 19 países, incluindo o Brasil. Entre os achados para o Brasil, constatou-se que enquanto os mercados mais desenvolvidos se preocupam com temas geopolíticos, no Brasil há forte preocupação com recursos humanos e desenvolvimento de talentos entre os profissionais. A tecnologia conectou a indústria cruzando a rápida mudança de hábito do consumidor e suas necessidades, levando a ciclos cada vez mais curtos em relação aos produtos fabricados em série.

Para a 16ª edição do seminário Internacional, a PROTESTE desenvolveu o formato inovador e disruptivo denominado Aleph 360º. “Atividades simultâneas foram uma forma de ilustrar que o novo consumidor está sempre multiconectado, quer participar e interagir com as marcas, com o governo e entre os grupos sociais” diz Henrique Lian, Diretor de Relações Institucionais e Mídia da PROTESTE.
Data de inclusão: 07/05/2018
Fone: (11) 0020202020
Contato: Flavia Santana
Empresa: C4 Comunicação
Entrar em contato: Entrar em contato
Grupo editorial: [Defesa do Consumidor][Economia e Finanças][Geral]
Este Release foi visto 650 vezes

Assessoria de Imprensa
LOGIN -  Inserir Release
Cadastrar Assessoria
Receber Clipping

 

saibamais

 

Clipping para Editores
Cadastrar Midia
Alterar cadastro de Midia
egoi
 
Alguns veículos cadastrados no clipping:
midias
 
 
 
 
 
 
  editora  

INCorporativa Comunicação

Publique seu livro - Saiba mais
   
       
       
       
 
       
 
Institucional
Quem Somos
Política Privacidade
Como funciona
 
Nas Redes Sociais  
Facebook Twitter
Linkedin ME Adiciona
 
Todo o conteúdo divulgado decorre de informações advindas das fontes mencionadas, sendo, portanto, de responsabilidade exclusiva da fonte ou do autor, não cabendo à INC Comunicação, à Revista ou Pautas INCorporativa responsabilidade por citações, teor, exatidão ou veracidade do conteúdo, produto ou serviço divulgado. Indicação de publicações são apenas para divulgação, não sendo avaliados por este veículo de comunicação.