Escrever Bem

   
Pautas INCorporativa
  SetaSALA DE IMPRENSA FB
 
 
Release
Bookmark and Share      

27/05/2018 - 15:45 - #Verbo Nostro Comunicação Planejada
Ex-alunos do Otoniel Mota remontam Parlamento Estudantil na Feira Nacional do Livro
Ex-alunos do Otoniel Mota remontam Parlamento Estudantil na Feira Nacional do Livro - #VERBO NOSTRO COMUNICAÇÃO PLANEJADA

Atividade reuniu veteranos e alunos de hoje do Otoniel Mota para reedição de memórias que permearam a vida de cada participante do Parlamento Estudantil - hoje profissionais que guardam experiências e conhecimentos aprendidos na escola pública
 ...

Siga as #pautas no Facebook e Twitter         www.pautas.incorporativa.com.br
Ribeirão Preto (SP), 27 de maio de 2018 - Reviver memórias que sempre permaneceram na história da Escola Estadual Otoniel Mota. Este foi o principal objetivo do Salão de Ideias realizado na 18ª Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto, que possibilitou a reedição do Parlamento Estudantil do colégio ou, como carinhosamente os ex-alunos gostam de intitutá-lo “Ginásio Estadual”. A atividade foi realizada no dia 24 de maio, às 14h30, com apresentação da Aquarela Musical e Coro Juvenil na abertura, com participação de Snizhana Drahan e Bogdan Dragan.

O Parlamento, que acontecia aos domingos na biblioteca do próprio colégio, entre 1950 e 1960, foi remontado mais de 60 anos depois, no palco do Theatro Pedro II, que reuniu o patrono da Feira do Livro, Sérgio Roxo da Fonseca e os ex-colegas de escola, também frequentadores da atividade: Feres Sabino, Vicente Golfeto e Rui Flávio Chúfalo Guião. Juntos, eles apresentaram a nova edição do parlamento e discutiram obra As Veias Abertas da América Latina, de autoria do uruguaio Eduardo Galeno.

Os palestrantes contaram que, na década de 50, os alunos da escola viviam uma rígida disciplina e foi neste contexto que o professor de latim, Lourenço Torres da Silva, criou o Parlamento Estudantil. A atividade permitiu aos estudantes um aprofundamento em temas latentes na sociedade da época. “Nos dividíamos em duas turmas de ideias contrárias, sempre com muito respeito, o que não acontece hoje”, explica o ex-presidente do Parlamento, Rui Flávio Chúvalo Guião.

Segundo relatos dos palestrantes, a vida dos ex-parlamentares estudantis foi permeada pelo conhecimento e experiências vividas ainda no colégio, classificada por eles como “uma passagem brilhante”, devido à organização das discussões. “Aprendemos a lutar contra as ideias que se opunham às nossas visões, mas não contra as pessoas que as tinham”, destaca o patrono da Feira do Livro.

De acordo com Sérgio Roxo, o colégio Otoniel dos anos 50 abrigava alunos de vários bairros da cidade, independente da classe social, “era um colégio para todos”, descreveu. O Parlamento, de acordo com os ex-alunos, foi uma fundamental na formação dos estudantes. “Adquiri com o Parlamento e com todos os professores do colégio a minha facilidade de explanar”, conta Rui.

Os três palestrantes afirmaram que o Parlamento construiu muita história e abriu um caminho do conhecimento muito fértil para eles e ainda asseguraram: “o que foi vivido no antigo Ginásio Estadual não está perdido no tempo”. Emocionado ao falar sobre o assunto, Feres Sabino destacou que aqueles estudantes aprenderam a fazer o uso da palavra. “O Parlamento nos ensinou a combinar palavras e ideias, nos ensinou a não sermos omissos diante dos acontecimentos à nossa volta. Aprendemos o amor – não só como sentimento, mas ao Brasil, à cidade, sempre com o prazer de transformar”.

O grupo de ex-alunos fez reflexões sobre educação e a sociedade atual. Para Vicente Golfeto, a sociedade igual nasce da escola igual e complementou: “os brasileiros estão cada vez mais intelectuais, mas menos preparados, não têm o prazer da leitura”. Como mensagem final ele disse que o Parlamento possibilitou a eles - de um lado a oratória e de outro a retórica.

Na plateia, alunos e ex-alunos da escola estadual que, aos 110 anos, mantém viva a história que já não é apenas da instituição de ensino, mas de cada um que por ali passou e dos que ainda passam, como é o caso de Luan e Renato, alunos do Otoniel Mota que prestigiaram o discurso dos veteranos. Luan Vinícius, de 16 anos, avaliou o Parlamento como atividade importante para a escola e para os alunos. “É uma maneira de ficarmos por dentro do que acontece no mundo”.

Já o advogado Brasil Salomão, também ex-aluno que estava presente e um dos membros do antigo Parlamento Estudantil, diz que o diretório com a orientação de professores cultos desenvolveu nos estudantes a capacidade do pensar e de discutir ideias. “Foi um período que nos marcou muito e o que fica é o respeito”, finaliza.


18ª Feira Nacional do Livro

Um dos maiores eventos culturais do país, a Feira Nacional do Livro completa 18 anos e acontece até o próximo domingo (27). Com o tema “As Histórias que os Livros Contam e as Leituras que a Gente Faz”, a programação conta com atividades gratuitas entre salões de ideias, conferências, sessões Clássicos da Minha História, palestras, mesas-redondas, oficinas, shows, espetáculos infantis, performances, contações de histórias, entre outras

Neste ano, a programação não só lança diversas novidades, como as Sessões Clássicos da Minha História, conferências com o tema da feira baseadas em livros clássicos e espetáculos musicais inéditos, entre outras. Uma programação bem variada, com cerca de 250 atividades culturais - com atrações para todos os públicos e idades - e participação de grandes estrelas da literatura nacional para Ribeirão Preto. O evento terá encerramento no domingo (20), com o show da cantora Verônica Ferriani, às 19h, no Theatro Pedro II (sala principal).

Homenageados

Como em todos os anos, a Feira do Livro fará homenagem a um país – e o escolhido foi Uruguai. Quanto aos autores celebrados, o escritor principal é Sérgio Buarque de Holanda; o autor educação é Antonio Candido; a autora infantojuvenil é Marina Colasanti; autor local, Camilo Xavier e a professora homenageada, Heloisa Martins Alves. Como patrono, a direção da feira indicou o advogado Sérgio Roxo da Fonseca.

Realização

O Ministério da Cultura, Governo do Estado de São Paulo, Secretaria da Cultura, Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto, Alta Mogiana, GasBrasiliano e Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto apresentam a 18ª Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto com Patrocínio Ouro Alta Mogiana - Açúcar, Etanol e Energia e Gás Brasiliano. Patrocínio Prata Ambient, Centro Universitário Estácio de Ribeirão Preto, Grupo São Francisco e Savegnago Supermercado. Patrocínio Bronze Grupo Maubisa, Pedra Agroindustrial e Ribeirão Shopping Patrocínio ACIRP - Associação Comercial e Industrial de Ribeirão Preto, Madeiranit, Passalacqua e Via Brasil Seminovos. Instituição Cultural Parceira SESC - Serviço Social do Comércio. Parceiro Cultural Fundação Dom Pedro II e Theatro Pedro II, Immaginare Escola de Criação e Design, Santa Helena, Senac - Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial, SESI – Serviço Social da Indústria, Grupo Thathi de Comunicação e Unaerp – Universidade de Ribeirão Preto. Apoio Cultural Centro Universitário Barão de Mauá, Centro Universitário Moura Lacerda, Estevan Soares, Heurys Tecnologia, Monreale Hotel - Ribeirão Preto, NW3 Comunicação, Verbo Nostro Comunicação Planejada, EPTV, Jornal A Cidade, Rádio CBN, G1 e A Cidade On. Apoio Secretaria Municipal da Cultura, Secretaria Municipal da Educação, Teatro Municipal de Ribeirão Preto, Centro Cultural Palace, Diretoria de Ensino Região de Ribeirão Preto, Câmara Municipal, Biblioteca Altino Arantes e Fundação Educandário, Colégio Marista, Biblioteca Padre Euclides, Colégio Auxiliadora, OAB, Sincovarp-Sindicato do Comércio Varejista de Ribeirão Preto, Macboot, Usina São Martinho, Grupo Utam, IPCCIC - Instituto Paulista de Cidades Criativas e Identidades Culturais, Ribeirão Preto Film Comission, Recicla Bytes, Coderp, Daerp, Transerp, Corpo de Bombeiros, Guarda Civil Municipal e Polícia Militar. Realização Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto, Prefeitura Municipal, Governo do Estado de São Paulo, Secretaria da Cultura, Ministério da Cultura, Brasil – Governo Federal.

Sobre a Fundação

A Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos. Trata-se de uma evolução da antiga Fundação Feira do Livro, criada em 2004, especialmente para realizar a Feira Nacional do Livro da cidade. Hoje, é considerada a segunda maior feira a céu aberto do país. Com uma trajetória sólida e projeção nacional e internacional, a entidade ganhou experiência e, atualmente, além da Feira, realiza muitos outros projetos ligados ao universo do livro e da leitura com calendário de atividade durante todo o ano. A Fundação se mantém com o apoio de mantenedores e patrocinadores, com recursos diretos e advindos das leis de incentivo, em especial do Pronac e do Proac.


Atendimento à Imprensa

Verbo Nostro Comunicação Planejada – (16) 3632-6202 / 3610-8659
Jornalistas responsáveis:
Luciana Grili (16) 99152 2707 (luciana@verbo.jor.br)
Andrea Berzotti (16) 99138 6185 (andrea@verbo.jor.br)
Valter Jossi Wagner (16) 99152 2700 (valter@verbo.jor.br)
Colaboração: Juliana Castro, Alessandra Rotolo e Julio Fontes (redação@verbo.jor.br ou pauta@verbo.jor.br)
Data de inclusão: 27/05/2018
Fone: (16) 36108659
Contato: Verbo Nostro Comunicação Planejada
Empresa: #Verbo Nostro Comunicação Planejada
Entrar em contato: Entrar em contato
Grupo editorial: [Cidades][Eventos][Geral]
Este Release foi visto 296 vezes

Assessoria de Imprensa
LOGIN -  Inserir Release
Cadastrar Assessoria
Receber Clipping

 

saibamais

 

Clipping para Editores
Cadastrar Midia
Alterar cadastro de Midia
 
 
 
 
 
 
 
 
  editora  

INCorporativa Comunicação

Publique seu livro - Saiba mais
   
       
       
       
 
       
 
Institucional
Quem Somos
Política Privacidade
Como funciona
 
Nas Redes Sociais  
Facebook Twitter
Linkedin ME Adiciona
 
Todo o conteúdo divulgado decorre de informações advindas das fontes mencionadas, sendo, portanto, de responsabilidade exclusiva da fonte ou do autor, não cabendo à INC Comunicação, à Revista ou Pautas INCorporativa responsabilidade por citações, teor, exatidão ou veracidade do conteúdo, produto ou serviço divulgado. Indicação de publicações são apenas para divulgação, não sendo avaliados por este veículo de comunicação.