Escrever Bem

   
Pautas INCorporativa
FB   SetaRANKING SetaSala de imprensa SetaBusque Assessorias
 
 
Release
Bookmark and Share      

11/06/2018 - 16:57 - #Mac Comunicação e Marketing
Idéias para melhorar o turismo em Itu
Idéias para melhorar o turismo em Itu - #MAC COMUNICAÇÃO E MARKETING

Falar sobre o turismo na Estância Turística de Itu é chover no molhado. Todos repetem o “slogan” de que a cidade tem “grande potencial” para receber visitantes. Mas, quando vamos desenvolver esse enorme potencial, ninguém sabe.

As atrações s ...

Siga as #pautas no Facebook e Twitter         www.pautas.incorporativa.com.br
Falar sobre o turismo na Estância Turística de Itu é chover no molhado. Todos repetem o “slogan” de que a cidade tem “grande potencial” para receber visitantes. Mas, quando vamos desenvolver esse enorme potencial, ninguém sabe.

As atrações são muitas. Todavia, como o principal é o turismo histórico e cultural, esse apelo não chega ao turista, pois a cidade não aplica o conceito básico de oferecer “conhecimento” da história de Itu, presente em cada esquina dos seus 408 anos de fundação. Na verdade, a cidade continua conhecida em todo o país por ser a capital nacional do exagero.

Itu tem uma capacidade ativa para o turismo muito superior ao que hoje esta sendo explorada. Como aproveitar melhor a vinda dos turistas? Ora, todos sabem que a cidade vive da sua história, com influência, projeção e comprometimento com a história do Brasil.
Uma questão a ser debatida: o quê o turista tem para fazer quando chega a Itu? Além disso, o ituano precisa aprender a valorizar sua cidade. Seus monumentos, museus, igrejas, os aspectos coloniais, o período da escravidão e a riqueza que a cidade conquistou, são assuntos que precisariam ser introduzidos com mais força nas escolas de 1º e 2º graus, o que garantiria conhecimento específico para as novas gerações.

A cidade dispõe de universidades, atrativos da era geológica de 250 milhões de anos atrás, monumentos da época colonial, das fazendas bandeirantistas, ótima rede hoteleira e de restaurantes, uma rara Academia Ituana de Letras, um Museu da Música, mas não dispõe de propaganda adequada para informar os turistas.

O Protur, por exemplo, se esforça em divulgar alguns atrativos, todavia, só os faz para seus associados. É pouco. A Prefeitura deveria atuar fortemente no segmento de “folders” para serem distribuídos em vários pontos da cidade. Não estamos sabendo “vender” a Estância Turística. A cidade dispõe de Portais de Entrada, construídos com a idéia de torná-los pontos receptivos de turistas. Mas, estão abandonados e fechados. Justamente nesse espaço é que o turista teria que ser informado sobre o que ver em Itu.

Uma sugestão importante seria a produção de painéis com informações completas sobre cada atração turística. Exemplos: o Cruzeiro de São Francisco poderia ter sua história contada em fotos e textos em um painel, do tipo dos que existem no Parque do Varvito. Hoje, o turista vê aquela magnífica cruz, mas não sabe do que se trata.

A Casa do Imperador deveria ter um painel explicando o porque desse nome. Assim seria, também, com as igrejas barrocas, com os museus, com os monumentos históricos, com as fazendas, com o casario colonial. Enfim, tudo precisaria ser identificado com um histórico para propiciar conhecimento ao turista.

A identificação de cada atração turística enriqueceria a visita não só do turista, mas também do próprio morador da cidade e todos passariam a conhecer melhor as suas atrações. “Aqui, morou fulano de tal, esta é a estátua do ciclano, este prédio abrigou o 1º grupo escolar, esta igreja data do século XVII etc”.

Mais profissionalismo

As administrações municipais vão se sucedendo e as que entram não se preocupam em atualizar o “inventário” da cidade. O poder público não sabe informar a quantidade de hotéis e pousadas na cidade ou o número de leitos disponíveis ao turista.

A Rodoviária, por exemplo, não sabe informar o número de pessoas que usam ônibus para chegar a Itu. A Administração diz que é “impossível saber esse número”. Sem essa estatística, simples e fácil de ser produzida, a Prefeitura fica sem saber, por exemplo, os dados comparativos das visitas em feriados prolongados, de um ano para outro. Um mistério estranho. Se a capital e quase muitos outros municípios vivem anunciando os movimentos de chegada e partida de usuários, porque só Itu não consegue essa façanha?

O Cemitério, também um monumento histórico da cidade, pois abriga os túmulos das pessoas mais importantes da história de Itu, também não sabe informar quantos jazigos existem. Talvez não se perceba a importância desse número, sempre atualizado, para balizar a Prefeitura na questão de sua lotação e, possivelmente, a instalação de outro campo santo.

A falta de conhecimento é generalizada. O GrandeItu fez uma pesquisa com quatro gerentes dos maiores hotéis da cidade sobre a importância do “Trem Republicano” para o turismo de Itu e as respostas foram, no mínimo, constrangedoras. Nenhum deles havia ouvido falar desse importante projeto da Prefeitura. Isto é, ninguém freqüenta a imprensa local que já divulgou o assunto em muitas oportunidades seguindo as informações da Prefeitura sobre a obra. Os hotéis pesquisados foram: Itu Plaza Hotel; Hotel Ibis; Gandini Hotel; San Rafael Country Hotel. Depois, desistimos da pesquisa.

Lamentavelmente, parece que muitos segmentos importantes do “trade” turístico de Itu não apresentam qualquer compromisso com a cidade e seus projetos. Só se importam com os seus negócios e não são capazes de perceber que o aumento do número de turistas na cidade reverterá em mais demanda e lucros para os seus estabelecimentos.

O segredo está no levantamento de informações, em estatísticas, que tem a obrigação de serem produzidas com critérios confiáveis e que possam gerar credibilidade. “Fundamentalmente, é preciso buscar análises eficientes e confiáveis e não baseadas em números inventados, especialmente as projeções de aumento de turistas que o Ministério e as Prefeituras divulgam ano a ano, sem nenhum compromisso com a verdade. Não é só na época de Copa do Mundo que tudo é chute.


www.grandeitu.com.br
Raul Machado Carvalho – Editor
grandeitu@grandeitu.com.br


Data de inclusão: 11/06/2018
Fone: (11) 5521-3483
Contato: Raul Machado
Empresa: #Mac Comunicação e Marketing
Entrar em contato: Entrar em contato
Grupo editorial: [Propaganda-Mkt-Comunic.][Redes Sociais][Turismo ]
Este Release foi visto 300 vezes

Assessoria de Imprensa
LOGIN -  Inserir Release
Cadastrar Assessoria
Receber Clipping

 

saibamais

 

Clipping para Editores
Cadastrar Midia
Alterar cadastro de Midia
egoi
 
Alguns veículos cadastrados no clipping:
midias
 
 
 
 
 
 
  editora  

INCorporativa Comunicação

Publique seu livro - Saiba mais
   
       
       
       
 
       
 
Institucional
Quem Somos
Política Privacidade
Como funciona
 
Nas Redes Sociais  
Facebook Twitter
Linkedin ME Adiciona
 
Todo o conteúdo divulgado decorre de informações advindas das fontes mencionadas, sendo, portanto, de responsabilidade exclusiva da fonte ou do autor, não cabendo à INC Comunicação, à Revista ou Pautas INCorporativa responsabilidade por citações, teor, exatidão ou veracidade do conteúdo, produto ou serviço divulgado. Indicação de publicações são apenas para divulgação, não sendo avaliados por este veículo de comunicação.