Escrever Bem

   
Pautas INCorporativa
  SetaSALA DE IMPRENSA FB
 
 
Release
Bookmark and Share      

26/06/2018 - 10:58 - C4 Comunicação
PROTESTE alerta consumidor para “falsa sustentabilidade” das marcas
PROTESTE alerta consumidor para “falsa sustentabilidade” das marcas - C4 COMUNICAÇÃO

A associação analisou a publicidade das marcas para verificar a veracidade do discurso em prol do meio ambiente

 ...

Siga as #pautas no Facebook e Twitter         www.pautas.incorporativa.com.br
Nem sempre os produtos oferecidos nas prateleiras do supermercado são o que dizem ser. Conhecido como Greenwashing, algumas marcas usam frases ecológicas para vender produtos que não necessariamente preservam o meio ambiente. Pensando em esclarecer esses fatos ao consumidor, a PROTESTE, associação de consumidores, realizou uma análise para verificar a veracidade do apelo ambiental.

Nos últimos cinco anos foram analisados produtos de supermercados, papelarias e até do setor automotivo, e os fabricantes que cometeram Greenwashing foram denunciados pelo Conselho Nacional de Autorregulação Publicitária (Conar). O Conar, atendeu às denúncias da PROTESTE referentes a publicidade de motos e carros. A Fiat, por exemplo, mudou o anúncio do seu \"pneu super verde\" usado no UNO 2017, mesmo fabricado pela Pirelli.

Já a Chevrolet, que chamou o pacote de avanços mecânicos nos modelos Onix, Cobalt e Montana de \"eco\", foi obrigada a retirar as referências à melhoria de emissões do sistema. A Ford também precisou alterar o apelo à sustentabilidade do sistema do motor Ecoboost. A tecnologia prometia economia de combustível e baixa emissão de CO2, com alta performance.

A FORD foi denunciada pelo anúncio do “FORD ECOBOOST”, que informava que o veículo, além de ter baixa emissão de CO2, possuía máximo equilíbrio entre potência e economia. Tal informação não condizia com a realidade, uma vez que o automóvel Fusion apresentava classificação D na geral, de acordo com o Programa Brasileiro de Etiquetagem que mede a eficiência energética ou consumo de modelos semelhantes, assim os consumidores podem compará-los de \"A\" (mais eficiente) até \"E\" (menos eficiente).

Diante disso, o Conar, determinou que a Ford parasse de utilizar termos como \"máximo\" e \"baixa\", tratando de economia e emissão de poluente - uma vez que as características não foram comprovadas.

O consumidor deve ficar atento a essas e outras armadilhas que as marcas utilizam para oferecerem seus produtos. Uma dica é observar a embalagem e a composição material da mercadoria. Ao encontrar anomalias a orientação é que o consumidor esclareça dúvidas com um órgão de defesa do consumidor, tal como a PROTESTE.

Para mais informações entre no site da PROTESTE: www.proteste.org.br



Data de inclusão: 26/06/2018
Fone: (11) 0020202020
Contato: Flavia Santana
Empresa: C4 Comunicação
Entrar em contato: Entrar em contato
Grupo editorial: [Defesa do Consumidor][Ecologia-Meio Ambiente]
Este Release foi visto 1092 vezes

Assessoria de Imprensa
LOGIN -  Inserir Release
Cadastrar Assessoria
Receber Clipping

 

saibamais

 

Clipping para Editores
Cadastrar Midia
Alterar cadastro de Midia
 
 
 
 
 
 
 
 
  editora  

INCorporativa Comunicação

Publique seu livro - Saiba mais
   
       
       
       
 
       
 
Institucional
Quem Somos
Política Privacidade
Como funciona
 
Nas Redes Sociais  
Facebook Twitter
Linkedin ME Adiciona
 
Todo o conteúdo divulgado decorre de informações advindas das fontes mencionadas, sendo, portanto, de responsabilidade exclusiva da fonte ou do autor, não cabendo à INC Comunicação, à Revista ou Pautas INCorporativa responsabilidade por citações, teor, exatidão ou veracidade do conteúdo, produto ou serviço divulgado. Indicação de publicações são apenas para divulgação, não sendo avaliados por este veículo de comunicação.