Escrever Bem

   
Pautas INCorporativa
  SetaSALA DE IMPRENSA FB
 
 
Release
Bookmark and Share      

04/10/2018 - 10:12 - Ana Maria Ferrarini
Teoria da cegueira deliberada na pauta de debates jurídicos
Teoria da cegueira deliberada na pauta de debates jurídicos - ANA MARIA FERRARINI

Teoria da cegueira deliberada na pauta de debates jurídicos ...

Siga as #pautas no Facebook e Twitter         www.pautas.incorporativa.com.br
O professor Guilherme Brenner Lucchesi participou de um encontro com professores de Direito Penal de diversas cidades brasileiras, organizado pelo Instituto de Estudos Culturalistas – IEC, em Canela (RS), no dia 29 de setembro. Ele integrou a mesa de discussões a convite da presidente do IEC, Judith Martins-Costa, professora UFRGS, e dos professores Miguel Reale Junior (USP) e Alexandre Wunderlich (PUCRS).

No evento, que debateu os temas mais atuais acerca do Direito Penal contemporâneo, Lucchesi falou sobre a teoria da cegueira deliberada, abordagem central de seu livro “Punindo a culpa como dolo: o uso da cegueira deliberada no Brasil”. A obra, publicada pela Editora Marcial Pons, revela as principais armadilhas criadas pela teoria da cegueira deliberada no julgamento de casos penais. O professor catedrático da Universidade Humboldt de Berlim (Alemanha), Luís Greco, assina o prefácio da obra.

De acordo com o professor Lucchesi, os debates acerca da teoria da cegueira deliberada ainda são recentes no cenário jurídico do Brasil. Por outro lado, o tema vem ganhando espaço entre acadêmicos de Direito. Um exemplo é a dissertação de mestrado de Direito Público, pela Universidade Federal da Bahia, de Camila Ribeiro Hernandes. O trabalho da advogada da área criminal trata da impossibilidade de aplicação da teoria da cegueira deliberada ao crime de lavagem de capitais no Direito Penal brasileiro.

O IEC

O IEC foi formado com a doação do acervo da biblioteca Miguel Reale e se compromete a estimular estudos e debates nos campos do direito, da bioética, da filosofia jurídica, da literatura e das artes, da história e da psicologia.

De acordo com a presidente do ICE, o instituto está longe de ser apenas uma reunião física de obras. “O objetivo dos seus instituidores é dispor de um espaço que promova o interesse na pesquisa e na discussão de temas relativos a toda a criação cultural e aos dramas da contemporaneidade em um ambiente de estudo desinteressado, voltado ao diálogo e à reflexão”, sublinha.

Acadêmicos de mestrado

Os acadêmicos do programa de mestrado da Unibrasil também conheceram detalhes e aplicabilidade da teoria da cegueira deliberada em evento realizado no dia 24 de setembro. Lucchesi falou sobre o assunto a convite do professor da universidade William Pugliese. Na ocasião, o advogado falou um pouco sobre seu método de desenvolvimento da tese de doutorado, que resultou no livro.

Sobre Guilherme Brenner Lucchesi - advogado criminalista da equipe do LXP Advogados, doutor em Direito pelo Programa de Pós-graduação em Direito da UFPR. Master of Laws (LL.M.) pela Cornell Law School. Professor de Direito Penal do Unicuritiba. Coordenador adjunto da Pós-Graduação EAD em Direito Penal e Direito Processual Penal da ABDConst. Presidente do Instituto Brasileiro de Direito Penal Econômico (2018-2020). Diretor da Revista do Instituto dos Advogados do Paraná (2017-2019). Membro do New York State Bar (habilitação para advogar no Estado de Nova York - EUA).
Data de inclusão: 04/10/2018
Fone: (41) 32524624
Contato:
Empresa: Ana Maria Ferrarini
Entrar em contato: Entrar em contato
Grupo editorial: [Jurídico-Legislação]
Este Release foi visto 123 vezes

Assessoria de Imprensa
LOGIN -  Inserir Release
Cadastrar Assessoria
Receber Clipping

 

saibamais

 

Clipping para Editores
Cadastrar Midia
Alterar cadastro de Midia
 
 
 
 
 
 
 
 
  editora  

INCorporativa Comunicação

Publique seu livro - Saiba mais
   
       
       
       
 
       
 
Institucional
Quem Somos
Política Privacidade
Como funciona
 
Nas Redes Sociais  
Facebook Twitter
Linkedin ME Adiciona
 
Todo o conteúdo divulgado decorre de informações advindas das fontes mencionadas, sendo, portanto, de responsabilidade exclusiva da fonte ou do autor, não cabendo à INC Comunicação, à Revista ou Pautas INCorporativa responsabilidade por citações, teor, exatidão ou veracidade do conteúdo, produto ou serviço divulgado. Indicação de publicações são apenas para divulgação, não sendo avaliados por este veículo de comunicação.