Escrever Bem

   
Pautas INCorporativa
  SetaSALA DE IMPRENSA FB
 
 
Release
Bookmark and Share      

08/11/2018 - 15:03 - DOC Press
Assimetrias faciais atingem 3% da população
Assimetrias faciais atingem 3% da população - DOC PRESS

Congresso em Porto Alegre irá debater novos tratamentos e prevenção para o problema buco-maxilar com a presença de dois convidados internacionais ...

Siga as #pautas no Facebook e Twitter         www.pautas.incorporativa.com.br
As assimetrias faciais provocadas por algum trauma durante o crescimento de uma criança ou adolescente ou mesmo por questões genéticas serão debatidas durante o Congresso Sul Brasileiro de Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial, que começa na próxima sexta-feira, dia 09, em Porto Alegre. O problema atinge 3% dos brasileiros e é ocasionado pelo aumento ou diminuição excessivos do maxilar ou da mandíbula.
Para o presidente do evento e coordenador do Capítulo XI do Colégio Brasileiro de Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial – CBCTBMF, Rogerio Belle de Oliveira, as assimetrias atingem de formas diferentes homens e mulheres. “Enquanto nos homens constatamos alterações no tamanho da mandíbula, entre as mulheres são mais comuns os problemas na articulação temporomandibular, conhecida pela sigla ATM”, explica Belle de Oliveira.
Segundo o especialista as assimetrias podem ser ocasionadas na infância por situações corriqueiras como chupar o dedo ou muita chupeta, dormir apenas de um lado ou não cuidar de um dente que nasceu fora de posição. Com a chegada da puberdade e as mudanças hormonais, as assimetrias tendem a se agravar e é recomendável a procura de um especialista no assunto. O presidente do Congresso Sul Brasileiro de Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial lembra tratamentos estão disponíveis no SUS e o Brasil tem profissionais habilitados e capacitados para procedimentos cirúrgicos nestes casos em todos os estados. “Porto Alegre foi pioneira no país em um curso de especialização em Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial. A PUCRS, que será a sede do Congresso Sul Brasileiro, comemora 43 anos de sua especialização na área”, completa Belle de Oliveira.
Para o evento, dois dos maiores especialistas no assunto estarão no Brasil. O professor da Universidade do Chile, Rodrigo Fariña, irá proferir uma palestra e debaterá com os especialistas brasileiros sobre os tratamentos indicados para as assimetrias, como a cirurgia ortognática, que corrige a mordida e melhora a estética da face. O outro especialista internacional será o diretor do Curso de Pós-Graduação em Cirurgia Oral e Maxilofacial no Hospital Dr. Domingo Luciani, em Caracas, na Venezuela, Henrique Jorge Vélez Gimón. Ele abordará a distração osteogênica, um procedimento também cirúrgico para o alongamento da mandíbula.

SERVIÇO:
Congresso Sul Brasileiro de Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial
Data: 9 e 10 de novembro de 2018
Local: Auditório do Prédio 50 – Térreo da PUCRS - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Endereço: Av. Ipiranga, 6681 - Prédio 50 - Bairro Partenon - Porto Alegre/RS
Informações e inscrições: http://www.sulbrasileiro2018cbctbmf.com.br/
Data de inclusão: 08/11/2018
Fone: (11) 55338781
Contato: José Luchetti
Empresa: DOC Press
Entrar em contato: Entrar em contato
Grupo editorial: [Geral][Nacional][Saúde ]
Este Release foi visto 175 vezes

Assessoria de Imprensa
LOGIN -  Inserir Release
Cadastrar Assessoria
Receber Clipping

 

saibamais

 

Clipping para Editores
Cadastrar Midia
Alterar cadastro de Midia
 
 
 
 
 
 
 
 
  editora  

INCorporativa Comunicação

Publique seu livro - Saiba mais
   
       
       
       
 
       
 
Institucional
Quem Somos
Política Privacidade
Como funciona
 
Nas Redes Sociais  
Facebook Twitter
Linkedin ME Adiciona
 
Todo o conteúdo divulgado decorre de informações advindas das fontes mencionadas, sendo, portanto, de responsabilidade exclusiva da fonte ou do autor, não cabendo à INC Comunicação, à Revista ou Pautas INCorporativa responsabilidade por citações, teor, exatidão ou veracidade do conteúdo, produto ou serviço divulgado. Indicação de publicações são apenas para divulgação, não sendo avaliados por este veículo de comunicação.